Homenagem ao Mestre João Angoleiro

João Bosco Alves da Silva, o Mestre João Angoleiro, nasceu no ano de 1961 na cidade de Belo Horizonte. Criado juntamente com os seus 11 irmãos no bairro Padre Eustáquio, desde pequeno vivência a cultura em seu corpo. Aos 13 anos era passista de escola de samba e dançarino de soul-music e aos 14 anos foi iniciado na capoeira regional pelo Mestre Dunga (BH). Dos 21 aos 25 anos desenvolve seu aprendizado com a capoeira angola através dos ensinamentos de mestre Rogério, em Belo Horizonte (participando do processo de criação do primeiro grupo de capoeira angola de BH, o Grupo Iúna). Em Salvador treina com os mestres João Pequeno de Pastinha e Moraes. Antes de voltar para Belo Horizonte, recebe o reconhecimento de sua mestria diretamente de João Pequeno de Pastinha (Centro Esportivo de Capoeira Angola-CECA). 

 

Em 1993 funda o grupo de capoeira Eu Sou Angoleiro e a Companhia Primitiva de Arte Negra, que em 2003 tornam-se integrantes da “ACESA - Associação Cultural Eu Sou Angoleiro. Nesses 22 anos a ACESA formou mais de 500 capoeiristas, que dedicam seu tempo e corpo em atividades semanais, nas 12 frentes de trabalho da ACESA espalhadas pela Região Metropolitana de BH, em varias cidades de Minas Gerais, no Pará e até no Japão (www.eusouangoleiro.org.br). 

 

Mas o histórico do Mestre João Angoleiro é tão vasto quanto as suas experiências e praticas corporais. Auto didata em hata-yoga, dançarino, acupunturista, massoterapeuta, educador social, coreógrafo, diretor artístico e mais uma serie de experiências fazem com que Mestre João seja um grande pesquisador do corpo e do movimento. Atualmente é Presidente e Mestre de Capoeira Angola da Associação Cultural Eu Sou Angoleiro, e do ponto de cultura Flor do Cascalho. Diretor, coreógrafo e dançarino da Companhia Primitiva de Arte Negra. Atua como produtor cultural, pesquisador e coordenador técnico do filme PAZ NO MUNDO CAMARÁ: a Capoeira Angola e a volta que o mundo dá”, idealizador do “Lapinha Museu Vivo: Encontro de Cultura de raiz” e facilitador do “Aldeia Kilombo Século 21”, além de realizar também espetáculos, cursos, palestras, oficinas e eventos como forma de militância cultural no âmbito das manifestações culturais de matriz africana. 

 

E nesse sábado 25/04/15, a trajetória de 41 anos de ded

 

icação de Mestre João Angoleiro à cultura popular será homenageada pela Mostra CineAfroBH! Será uma tarde de vivencia com os ensinamentos ancestrais através do cinema e uma aula grátis de capoeira angola com o mestre. Venham você e seus amigos experimentar como é boa nossa cultura popular. Iê viva Mestre João! Iê viva a sabedoria popular afro-brasileira! Iê viva todos os mestres!

 

Homenagem ao MESTRE JOÃO ANGOLEIRO > Edição Especial MOSTRA CINE AFROBH SESSÃO #10

Neste SÁBADO, dia 25/04/15, de 14 às 17 hs , no CENTRO CULTURAL UFMG (av. Santos Dumont, 174, Centro, BH

25 de abril

Please reload

Posts Em Destaque

A Mostra CineAfroBH está de volta! – Edital de filmes

June 15, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square